3 sacadas para liderar em tempos de crise

Em momentos de crise, é comum ver os gerentes se acotovelando em reuniões incessantes na tentativa de descobrir o que está acontecendo, enquanto todos os demais se juntam em grupinhos por todo o escritório, trocando cochichos e espalhando boatos. Todos torcem as mãos, cheios de ansiedade sobre as cabeças a serem cortadas. Ficam obcecados pelo próprio emprego. Não raro, o pânico atinge tais proporções que o trabalho de verdade entra em paralisia. 
 
O cenário lhe parece familiar? 
 
A crise é um acerto de contas com aquilo que deveria ter sido feito. Como as empresas são feitas de seres humanos, os erros, as controvérsias e os desastres são parte da realidade e podemos incluir neste pacote, também, os fatores externos (política, economia etc). 
 
Para os líderes, as crises geralmente surgem como as experiências mais dolorosas e desafiadoras de sua vida profissional. As crises geram dias estressantes, noites de insônia e aquela sensação constante de buraco no estômago. 
 
O fato é que todo líder enfrenta momentos difíceis, e é nessa hora que os líderes têm uma bela oportunidade para se destacar e demonstrar quem realmente eles são.
 
Cerca de 95% das decisões de um diretor-executivo podem ser tomadas por um estudante de Ensino Médio razoavelmente inteligente. Em geral, exigem apenas bom senso. Mas os diretores-executivos não são pagos para tomar essas decisões; eles recebem seu salário por causa dos outros 5%! Essas são as decisões mais difíceis. Toda mudança, todo desafio e toda crise requer uma postura diferenciada, e a maneira como se lida com essas situações é que faz a diferença entre os bons líderes e os demais. 
 
Para atravessar momentos de crise, 3 aspectos importantíssimos na postura do líder devem ser calibrados: 
 
#1 O LÍDER EXCELENTE CORRE RISCOS: líderes precisam ter a disposição de fazer certas coisas que outros não são capazes de realizar. Devem se colocar na linha de frente. Os líderes eficazes estão dispostos a assumir riscos. Se você não tem a intenção de assumir riscos, a liderança não é o seu lugar. O progresso e a superação de momentos difíceis demandam riscos. 
 
#2 O LÍDER EXCELENTE JOGA A BATALHA INTERNA: as situações difíceis que o líder inevitavelmente precisa enfrentar começam dentro dele, e não por causa dos outros. Os líderes precisam conquistar a primeira vitória internamente. Se, por dentro, você não está em paz em relação a uma questão, não sentirá a segurança necessária para enfrentar a batalha externa.   
 
#3 O LÍDER EXCELENTE FAZ A DIFERENÇA EM MOMENTOS DIFÍCEIS: o ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani, afirmou: "A pessoa certa na liderança se mostra ainda melhor nos momentos mais difíceis.". É isso mesmo! Quando o desempenho está em alto nível, praticamente qualquer pessoa é capaz de liderar. Basta identificar a direção que os outros estão seguindo e ir em frente! Quando este impulso não existe, é o líder excelente que assumirá a responsabilidade e dará o norte necessário para as ações. 
 
Lembre-se: alguém confiou na sua capacidade de liderar, não desperdice esta oportunidade!
 
Cuide da sua carreira!

Fonte: administradores.com.br

Desenvolvido pela TBrWeb
Endereço:    Rua Marechal Floriano 1028, Vacaria RS | Fone 54 3232.1033