INSS altera tabela de desconto e trabalhador vai pagar menos imposto em 2016

Juca Guimarães, do R7

A partir desta segunda-feira (11) está valendo a nova tabela de contribuição obrigatória de 41,6 milhões de trabalhadores com carteira assinada para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Em relação a tabela de 2015, as faixas foram reajustadas em 11,28%, o mesmo índice da inflação pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

A tabela tem três alíquotas de contribuição: 8%, 9% e 11%, de acordo com a faixa de salário. Quem recebe, por exemplo, R$ 1.450 de salário pagava R$ 130,50 de INSS e agora vai pagar R$ 116. Uma redução de R$ 14,50 por mês, por conta da mudança de faixa, de 9% para 8%.

Quem recebe R$ 2.400 por mês estava na faixa de 11% na tabela antiga e agora está na faixa de 9%. O valor da contribuição caiu de R$ 264 para R$ 216. Ou seja, R$ 48 a menos.

O trabalhador que ganha um salário mínimo, R$ 880, vai pagar R$ 70,40 de INSS, alíquota de 8%. No ano passado, a contribuição para quem recebia o salário mínimo (R$ 788) era R$ 63,04.

Para os trabalhadores que recebem acima de R$ 5.189,82 por mês, o valor da contribuição previdenciária é fixo: R$ 570,88. As contribuições para o INSS são descontadas diretamente nos holerites. 

Como fica a contribuição dos assalariados:
O desconto varia entre 8% e 11%

Como era: Nova tabela:
faixa salarial (em R$) Alíquota faixa salarial (em R$) Alíquota
Até 1.399,12 8 Até 1.556,94 8
De 1.399,13 a 2.331,88 9 De 1.556,95 a 2.594,92 9
De 2.331,89 a 4.663,75 11 De 2.594,93 a 5.189,82 11

Fonte: R7 - 11/01/2015

Desenvolvido pela TBrWeb
Endereço:    Rua Marechal Floriano 1028, Vacaria RS | Fone 54 3232.1033