Gestão de Patrimônio | Como administrar e dimensionar a riqueza da empresa

O objetivo principal da Contabilidade é o estudo da formação e da mutação do Patrimônio por meio da coleta, armazenamento e processamento das informações dos atos e fatos que alteram a massa patrimonial. Portanto, contabilidade é um sistema de informação que facilita e torna eficiente a tomada de decisões que controla o conjunto de riquezas de propriedade de pessoas e/ou empresas (patrimônio), representada por bens, como terrenos, prédios, veículos, equipamentos etc.

Controle

Para a contabilidade, o conceito de controle está relacionado ao registro e à mensuração dos elementos patrimoniais (bens) na moeda corrente do país. Junto com a identificação e descrição, a contabilidade deverá atribuir o valor desses bens. Esse processo é denominado de escrituração contábil.

Além dos bens, outros elementos compõe o patrimônio, também considerados como riquezas. São os direitos e obrigações. Direitos, são os valores a receber de terceiros, como duplicatas, promissórias e títulos a receber, valores depositados em bancos, aplicações financeiras, adiantamentos etc. No momento em que nasce o direito de uma pessoa ou de uma empresa, nasce uma obrigação para terceiro, de pagar, de restituir, de entregar mercadorias etc.

Podemos, então, definir Patrimônio como sendo o conjunto de bens, direitos e obrigações de uma pessoa ou empresa (ou entidade).

Formação do patrimônio líquido

Os bens e direitos, por serem desejáveis, são considerados elementos patrimoniais positivos, e, as obrigações, por serem de caráter restritivo, são consideradas elementos patrimoniais negativos. Dessa percepção, pode se criar a equação de igualdade (equação fundamental da contabilidade), ao mesmo tempo em que foi criado outro elemento, obtido pela sua diferença, que é o patrimônio líquido.

Portanto, Patrimônio Líquido é o resultado da somatória dos elementos patrimoniais (bens e direitos, subtraídos das obrigações):

Patrimônio Líquido = Bens + Direitos – Obrigações

(PL = B + D – O)

Tudo na contabilidade gira em torno dessa equação, que deu origem ao moderno conceito de contabilidade e das partidas dobradas. O patrimônio líquido é a medida de riqueza, na comparação com diferentes empresas. É maior ou mais rica a empresa que tem mais patrimônio líquido.

Equação de equilíbrio patrimonial

Formada a equação fundamental de contabilidade (PL = B + D – O), foi possível estruturar a Equação de Equilíbrio Patrimonial:

Bens + Direitos = Obrigações + Patrimônio Líquido

(B + D = O + PL)

Convencionou-se então denominar o lado esquerdo da equação de equilíbrio patrimonial de Ativo (bens e direitos), e o lado direito de Passivo (obrigações), evidenciando ainda a riqueza efetiva por meio do patrimônio líquido.

Balanço patrimonial

Ao conjunto de ativo e passivo denominamos de Balanço Patrimonial. O nome Balanço nos remete à ideia de equilíbrio entre o Ativo, que compreende os bens e direitos, e o Passivo, que compreende as obrigações e o patrimônio líquido.

O balanço patrimonial é um relatório estático, de apoio à administração, representando o conjunto patrimonial da empresa em dado momento. Evidencia os efeitos patrimoniais e financeiros de uma empresa (ou entidade) de acordo com as suas características econômicas.

Desenvolvido pela TBrWeb
Endereço:    Rua Marechal Floriano 1028, Vacaria RS | Fone 54 3232.1033